segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A Teologia da Prosperidade-Refutações


Refutações às alegações da Teologia da Prosperidade

"Não devemos usar a razão.Fé não combina com razão"

REFUTAÇÃO(Bíblia Apologética de Estudo)

Vinde então,e argui-me
(Is1.18)

Alguns pregadores da teologia da prosperidade desprezam o papel da razão no desenvolvimento da fé cristã,afrimando que ela desvia o cristão da espiritualidade.Observamos,aqui,que o próprio Senhor chama o povo à razão.Indubitavelmente,Deus demonstra que a razão é importante para o cristão.
No versículo em análise,a palavra hebraica para razão(yakah) é um termo jurídico muito utilizado para discutir questões.Cada uma das partes apresentava evidências convincentes,produzindo argumentos conclusivos que davam testemunho dos fatos.Quando Deus criou o homem à sua imagem(Gn 1.26,27),certamente incluiu a capacidade da razão(Mc 12.30).Deus convoca o homem a arrazoar(Mc 12.30).



"Quando foi,então,que Jesus foi gerado? Quando Ele foi ressucitado! Naquela manhã da Ressurreição!
Porque precisava ser gerado,ou de nascer? Porque Se tornou como nós éramos:separado de Deus.Porque provou a morte espiritual por todos os homens.Seu espírito,Seu homem interior,foi para o inferno em nosso lugar."

"A morte física não removeria os nossos pecados.Provou a morte por todo homem-a morte espiritual."

"Jesus Se fez pecado.Seu espírito foi separado de Deus,e Ele desceu para o inferno em nosso lugar."(Kenneth Hagin, "O nome de Jesus pg.25 e 27).

Is 53.9

REFUTAÇÃO(Bíblia Apologética de Estudo)


Neste versículo,a palavra morte,grafada no hebraico,encontra-se no plural.Por esse motivo,a teologia da prosperidade afirma que Jesus teve duas mortes:uma espiritual(no inferno)e outra física(na cruz).Embora o plural no hebraico frequentemente refira-se à pluralidade numérica,também pode ser utilizado para intensificar o significado de uma palavra,um plural de intensidade.Essa espécie de plural não indica que haveria mais de uma morte,mas que a morte citada,a morte física,está intensificada em termos de violência.

MEU COMENTÁRIO

Essa doutrina da morte espiritual de Jesus é totalmente antibíblica.A nossa salvação foi conseguida na cruz(Jo 3.14-16).Mas não é dito que Ele desceu ao inferno(I Pe 3.18-19)? Sim.Mas Ele desceu para proclamar a sua vitória,e não como um condenado.Sempre na História da Igreja foi afirmado que a morte de Cristo na cruz nos trouxe salvação.No século XX esses pregadores do dinheiro inventaram a doutrina satânica das duas mortes de Cristo.



OUTROS TEXTOS,REFUTADOS EM OUTRAS FONTES:


É errada a idéia que “o Senhor Deus é quem cura, e que Ele é o responsável para que os milagres ocorram. Enquanto você esperar que Ele venha curá-lo, provavelmente continuará sofrendo. Se você descobre que certa coisa é sua, você não precisará de nenhuma fé para exigir aquilo que sabe que é seu. Você simplesmente tomará posse do que é seu. Você deve exigir o cumprimento do seu direito imediatamente e, logicamente, ficar curado. Você deve exigir os seus direitos em Cristo. Usar a frase ‘se for a Tua vontade’ em oração pode parecer espiritual, e demonstrar atitude piedosa de quem é submisso à vontade do Senhor, mas além de não adiantar nada, destrói a própria oração. Não é pela misericórdia de Deus que você poderá ser curado, mas sim que você tem o direito de exigir a sua cura. É só você crer no que o Senhor declara e exigir a Sua bênção (exigir de Deus a bênção), ordenando ao mal que saia do seu corpo. Você não precisa orar, jejuar ou pedir a quem quer que seja para orar por você. Segundo estas declarações (Is 53.4,5) você pode ter certeza absoluta que Deus já o curou. Você é o único responsável por sua cura. Você deve exigir o cumprimento do seu direito imediatamente e, logicamente, ficar curado” (R.R.Soares, “O Direito de Desfrutar Saúde”, pp. 6,7,8,10,17-19,23,31).






REFUTAÇÃO

"...eu sou o SENHOR, que te sara."(Ex 15.26)

http://bereianos.blogspot.com.br/2009/06/oracao-da-fe-e-soberania-de-deus.html#.UKK4k-RQQsc




R. R SOARES DIZ: QUEM NÃO PAGA DÍZIMOS É LADRÃO E TERÁ PROBLEMAS NO GRANDE DIA

http://www.youtube.com/watch?v=1OOr7ncxVAM&feature=channel&list=UL



REFUTAÇÃO

No próprio vídeo são mostrados argumentos contra a heresia de Soares.Mas convém lembrarmos de algumas outras coisas.Primeiramente,que a salvação é somente pela graça e pela fé:

"E todos nós recebemos também da sua plenitude,e graça por graça" (Jo 1.16)
"Estando nós ainda mortos em nossas ofensas,nos vivificou juntamente com Cristo(pela graça sois salvos, (Ef 2.5)
"Porque pela graça sois salvos,por meio da fé;e isto não vem de vós,é dom de Deus" (Ef 2.8)
"Sendo justificados gratuitamente pela sua graça,pela redenção que há em Cristo Jesus" (Rm 3.24)
"...mas o justo pela sua fé viverá" (Hc 2.4)
"Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé,como está escrito: Mas o justo viverá da fé. (Rm 1.17)
"Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado." (Rm 3.20)
"Tendo sido,pois, justificados pela fé,temos paz com Deus,por nosso Senhor Jesus Cristo;" (Rm 5.1)
"Que diremos pois? Que os gentios,que não buscavam a justiça, alcançaram a justiça? Sim, mas a justiça que é pela fé." (Rm 9.8)
"Ora,sem fé é impossível agradar-lhe..."(Hb 11.6)

Também convém lembrarmos que o dízimo era obrigatório no AT,e era bem diferente do que é praticado hoje(era dado em comida,para sustento dos sacerdotes,etc.).Mas no NT ele não é mostrado como obrigação.Alguns citam Mt 23.23.Mas devemos lembrar que o NT só foi de fato consumado com a morte de Cristo na cruz.Jesus foi(como homem) um judeu cumpridor da lei.Quando ele curou o leproso,seguindo a recomendação da lei,mandou-o ao sacerdote(Mt 8.1-4).Mas ninguém é burro o suficiente para dizer que se alguém for curado da lepra em nossos dias deve procurar entre os judeus um descendente de Arão para mostrar-se.Então,devemos ter também maturidade suficiente para saber que o dízimo não é uma obrigação para os cristãos.A mensagem cristã para a contribuição é:
 "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria..."       II Cor 9:7
Além disso,ele cita,fora do contexto,I Co 6.10.Já foi provado que o cristão que não dá o dízimo não é ladrão,pois estamos debaixo da Nova Aliança.Portanto,os cristãos não-dizimistas não se encaixam nas categorias citadas no versículo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário