segunda-feira, 30 de outubro de 2017

A CORROMPIDA IGREJA EVANGÉLICA ATUAL PRECISA DE UMA NOVA REFORMA

                


                 
                      Hoje, celebramos os 500 anos da Reforma Protestante. Esse grande avivamento na Igreja de Cristo, iniciado pelo monge alemão Martinho Lutero, mudaria não apenas o Cristianismo, mas toda a história da civilização ocidental. Eu poderia dizer muita coisa sobre o assunto, mas como sou um inveterado pessimista (como bem conhecem os mais próximos), falarei sobre a violação sistemática que igrejas ditas protestantes (ou evangélicas) cometem contra os cinco grandes princípios da Reforma, inteiramente baseados nas Escrituras e fielmente apregoados pelos grandes teólogos protestantes ortodoxos dos últimos cinco séculos. Muitos crentes vivem sendo guiados por supostas revelações, estão tomados pelo medo de perder a salvação (como Lutero antes de conhecer a graça de Deus) e idolatram homens (como os leigos ignorantes de sua época faziam). Vejamos os cinco pontos e as violações cometidas:

SOLA GRATIA – SOMENTE A GRAÇA

O que significa? Que somos salvos apenas pela graça de Deus, não tendo méritos ou qualidades em nós mesmos.

TEXTO BÍBLICO:
                "Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois  salvos)"Efésios 2:5

                Um dos grandes líderes da teologia da prosperidade afirma em uma de suas obras que todo homem merece ser salvo. Mesmo em meio aos arraiais conservadores, é comum a velha crença de que o homem, por si é bom. Assim sendo, a importante doutrina do pecado original, outrora vigorosamente defendida por Agostinho, é totalmente esquecida. Já vi pregadores pentecostais afirmarem que as crianças nascem totalmente puras (Sl 51.5).
                Na  verdade, as Escrituras dizem que todos pecaram (I Re 8.46; Rm 5.12), que, por natureza, estamos mortos no pecado (Ef 2.1; Cl 2.13), somos inimigos de Deus (Cl 1.21), e com nossos juízos corrompidos pelo mal (Is 64.6). Quando nossos pais caíram no Éden (Gn 3), todos nós caímos. Mas para que ninguém diga que Deus é injusto ao condenar-nos por pecados cometidos num tempo antiquíssimo por um casal, sabemos que, a cada dia, juntamos a este pecado original uma multidão de pecados pessoais, que nos fazem dignos da morte eterna. Assim sendo, o homem é mal, e totalmente depravado. Não no sentido de que faça todo o mal imaginável, mas porque todas as áreas de sua vida estão corrompidas pelo pecado.
                Lancemos fora de nosso meio esse evangelho "light" que diz que o homem é bom (Gn 8.21), que pode por suas próprias forças vir à Deus (Jr 13.23). Essa heresia, chamada de pelagianismo, já foi refutada por Agostinho a mil e seiscentos anos. E os reformadores foram enfáticos em condenar suas premissas.

SOLA FIDE- SOMENTE A FÉ

O que significa? Que somos salvos ao depositar totalmente nossa confiança em Cristo, de forma verdadeira, e não por nossas boas obras ou cumprimento da lei.

TEXTO BÍBLICO:
                     "Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei".(   Romanos 3:28)

                Essa doutrina é frequentemente violada nos púlpitos das igrejas brasileiras, principalmente pentecostais e neopentecostais. A principal queixa de Lutero contra a Igreja medieval residia no fato de que esta havia se tornado uma religião de méritos. Apregoava que a salvação vem, sim, primeiramente da graça de Deus, mas que devemos conservá-la por nossa obediência e boas obras. Para mim, tudo aquilo que nós protestantes consideramos errado na Igreja de Roma tem origem nessa meritocracia. Ora, é óbvio que, se a fé em Cristo não me basta, tenho que me apoiar em vários pilares para garantir a minha salvação: a hierarquia da igreja, aqueles que foram mais fiéis do que eu em vida , os corpos destes santos, objetos ungidos, e todo excesso sacramental e eclesiológico da Igreja Romana.
                O herege Edir Macedo é um claro exemplo de pastor (pastor?) que nega a "sola fide". Recentemente, afirmou que a salvação pela graça, mediante a fé (Ef 2.8), é uma doutrina diabólica. Ele já dava mostras de ser um semipelagiano em vários artigos que escreveu. Muitos pastores afirmam que somos salvos apenas se tivermos uma perfeita obediência. Assim, se cometermos alguns "pecados" (como jogar videogame, torcer para um time de futebol, ir à praia,etc.), perdemos a salvação. Ora, isso é a meritocracia de Roma levada ao extremo. Ao menos em Roma, os fiéis tem a hipótese da purificação no fogo do purgatório caso morram em algum pecado não muito grave. Mas em nossas igrejas, infelizmente, em minha denominação, muitos pastores não dão a mínima chance para quem cai em pecados (que, muitas vezes, nem pecados são!).  A doutrina da salvação pela fé apenas nos garante que a manutenção de nossa salvação não está em nossas frágeis mãos, mas no cuidado divino (Fp 2.13; Rm 8.30-39; Jo 10.28,29; Fp 1.6). Nenhum de nós tem capacidade para cumprir plenamente os mandamentos de Deus. A obediência de Cristo cobre a nossa desobediência. Não perderemos a salvação por cometer qualquer erro. Devemos, sim, ser obedientes aos mandamentos, mas por amor à Deus e ao próximo, e não por medo de perder a salvação.

SOLA SCRIPTURA - SOMENTE A ESCRITURA

O que significa? Que as Escrituras inspiradas (os 39 livros do Antigo e os 27 do Novo Testamento) devem ser a única fonte de doutrina, prática e dogmas cristãos.

TEXTO BÍBLICO:

                "Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de  bom  grado receberam a  palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas eram assim (At   17.11)
                 
               As Escrituras são a nossa única regra de fé. Apesar de andarem de um lado para o outro com a Bíblia debaixo do braço, muitos evangélicos colocam ao lado dela, como regras de fé, a tradição de sua denominação e supostas revelações e profecias que ouvem na igreja. Eu creio que o dom de profecia, revelações e coisas do tipo ainda existem em nossos dias (I Co 12), mas jamais podem ser colocadas ao lado da Bíblia para se estabelecer uma crença. Algumas vezes, essas "revelações"  e "ensinamentos celestiais" são absurdos, negando doutrinas importantes. Podemos ouvir coisas como: "Deus falou pro irmão fulano que mulher que corta cabelo não vai para o céu" (negação da sola fide); "O irmão tal teve uma visão de que o missionário sicrano é quem vai chamar os nomes daqueles que entrarão no céu" (negação do solus Christus); e outras aberrações teológicas deste naipe. As regras, catecismos, usos e costumes de nossas igrejas devem passar pelo critério da confirmação bíblica. A mesma coisa com supostas revelações.
               
             Outro ponto que merece destaque é o fato de que muitos pastores distorcem as Escrituras para provar suas teses. Houve o caso de um documento de  certa igreja afirmar que os irmãos não poderiam usar barba pelo fato de que José se barbeou para ir à presença de Faraó(!). As Escrituras necessitam de ferramentas interpretativas, e é muito importante para o cristão (especialmente para os obreiros) conhecerem essas ferramentas através da teologia.


SOLUS CHRISTUS- SOMENTE CRISTO

O que significa? Que apenas Cristo pode conduzir o homem a Deus, e que a teologia cristã deve girar em torno de sua pessoa e obra.

TEXTO BÌBLICO:

                "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo  homem". (ITimóteo 2:5)

                Os evangélicos costumam criticar duramente os católicos por colocarem Maria e os santos mortos como mediadores ao lado de Cristo. Vivem gritando por todos os cantos a passagem da epístola paulina, de que há um só Mediador entre Deus e os homens, Mas, na prática, muitos deles praticam uma obediência cega a seus líderes, dizendo que perderão a salvação caso não o fizerem, que o líder é o ungido de Deus, tendo uma relação especial com o Senhor, por isso devem se colocar sob a"cobertura espiritual" do bispo ou apóstolo. Conforme o exemplo que eu citei no ponto anterior, em certa igreja pentecostal alguém teve a revelação de que seria seu líder quem chamaria os nomes dos que entrarão no céu. Em outro caso, um membro de uma igreja  neopentecostal afirmou que o apóstolo beltrano é o enviado de Deus para nos salvar. Além de colocarem homens mortais entre eles mesmos e Deus, muitos evangélicos criam toda uma superstição em relação a objetos ungidos (água, rosas, sabonetes,etc.) como meios de graça e da benção divina.

SOLI DEO GLORIA- GLÓRIA SOMENTE A DEUS

O que significa? Que devemos fazer tudo para a glória de Deus, e que apenas Ele é digno de louvor supremo, adoração e obediência irrestrita.

TEXTO BÍBLICO:

                "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para   glória de Deus"(I Co 10.31)
                 
                A Bíblia nos diz que toda a glória pertence a Deus, e que devemos fazer tudo para a sua glória. Mas o que vemos em nosso meio é que muita coisa é feita para a glória do homem. Geralmente, aqueles que violam o "soli Deo gloria" são os mesmos que violam o "solus Christus". Assim sendo, as pessoas seguem toda sorte de orientação espúria de seus líderes (Jr 29.9; At 5.29), e acabam fazendo a obra para eles, e não para Deus. Desprezando o sábio conselho de João Batista (Jo 3.30), esses líderes querem aparecer, como outrora o mago Simão (At 8.9). Tenho a impressão de que muitas igrejas neopentecostais, quando seus líderes morrerem, acabarão, pois a tanta ênfase em suas figuras, que eles se tornam o núcleo em torno do qual se aglutinam seus fiéis.

                Portanto, vemos que muitas das igrejas ditas "protestantes", precisam resgatar os princípios da Reforma, a fim de pregar ao mundo o verdadeiro e puro Evangelho de Cristo. As igrejas de hoje vivem impondo medo nos fiéis com ameaças de perdição eterna para aqueles que não cumprirem os mandamentos humanos e terrenos de seus líderes, muitas vezes baseados em supostas revelações e num uso distorcido das Escrituras. Precisamos urgentemente de uma Reforma, pois essas igrejas estão no mesmo buraco (ou ainda mais fundo) do que a Igreja Católica Romana do século XV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário