sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Quaresma

A Quaresma já era observada pelos cristãos há mais de 1200 anos antes de existirem católicos romanos e protestantes.Surgiu nas comunidades cristãs primitivas devido ao costume de observar-se um período de preparação para a Páscoa,com um período dedicado ao auto-exame,arrependimento,jejum e oração.
Neste período de 40 dias ou "Quaresma",as pessoas imitavam o exemplo de Jesus,que passou 40 dias no deserto em luta espiritual(Mateus 4.1-11;Marcos 1.12,13;Lucas 4.1-13).
O período da Quaresma destinava-se também à preparação intensiva de candidatos para o batismo,ministrado no amanhecer do domingo da Páscoa.Sob a pressão por um mundo secularizado que afasta Deu do centro da vida e que descarta como obsoletos seus mandamentos,o cristão de hoje necessita de um período como a Quaresma para ajustar o rumo de sua vida à luz das Escrituras.A Quaresma nos convida a acompanharmos Jesus no caminho da cruz,aprendendo com ele a carregar a cruz do seu discipulado,num contexto social que nega sua doutrina e exemplo de sacrifício próprio para o bem dos outros.
É costume recente em igrejas reformadas,no domingo que antecede o início da Quaresma,celebrar-se a transfiguração do Senhor.A transfiguração marca o ponto decisivo no ministério de Jesus,depois do qual,ele "manifestou no semblante a intrépida resolução de ir para Jerusalém" e sofrer o sacrifício da cruz(Lucas 9.51)
A Quaresma começa na Quarta-feira de cinzas,assim chamada por causa da tradição bíblica de usar cinzas como símbolo de tristeza,arrependimento e humildade,e termina na véspera da Páscoa.
Os domingos nestes 40 dias,são,"na" Quaresma e não "da" Quaresma.Isto,porque o domingo,que sempre comemora a ressurreição de Jesus,nunca deve ter aspecto de tristeza.

Extraído do Manual do Culto,da IPIB.Editora: Pendão Real

Nenhum comentário:

Postar um comentário