domingo, 17 de março de 2013

O sacramento da Eucaristia(ou Ceia do Senhor)


As igrejas protestantes reconhecem que Cristo deixou dois sacramentos apenas(embora parte delas prefira usar o termo ordenança):O batismo e a eucaristia.Sobre o batismo,já falamos nas postagens anteriores.Agora iremos tratar da eucaristia(ou ceia do Senhor;santa ceia,etc).
Nós reformados entendemos que  a santa ceia é sacramento,não apenas ordenança,porque cremos que existe uma graça invisível que é concedida ao participarmos dos elementos visíveis(pão e vinho).
Nosso Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus apóstolos que celebrassem a Ceia(Lc 22.14-28;I Co 11.23-26).O propósito era: simbolizar e lembrar de sua morte vicária na cruz por nós pecadores e demonstrar a crença no retorno de Jesus algum dia.Além disso,comunicar bençãos espirituais a nós.
Tal qual os símbolos do AT(como o sacerdócio aaraônico,o sacrifício de animais,o tabernáculo,o templo,etc.),este símbolo remete a uma realidade espiritual,como vimos acima.Por isso,devemos entender corretamente o que a Bíblia nos ensina sobre esse "tão sublime sacramento".
Já vimos o significado da Ceia do Senhor.Ao participar dela,relembramos que o Verbo de Deus humanado morreu dolorosamente numa cruz para salvar todo aquele que nele crer.Demonstramos fé nele,fé na promessa de seu glorioso retorno a fim de mostrar-nos a plenitude de sua glória,fazer novos o céu e a terra,como ele prometeu.Bem,acho que isso é conhecido de todos os cristãos verdadeiros.Agora,vamos discorrer sobre outros assuntos relacionados à Santa Ceia
A Ceia do Senhor tem caráter sacrificial? Não.O sacrifício de Cristo foi perfeito,completo.Não é necessário um novo sacrifício,e nem a "atualização" do sacrifício do Calvário.A verdade é que a Ceia do Senhor representa este sacrifício.Ela tem esse caráter didático.Lembramos que Cristo,ao mesmo tempo      
sacerdote(representado por quem consagra os elementos) e sacrifício(representado pelo pão e vinho),ofereceu-se a si mesmo no Calvário(representado pela mesa da Comunhão ou pelo altar)a Deus Pai,e que nós cristãos recebemos as bençãos espirituais oriundas desse sacrifício(representadas pela nossa participação na Ceia).        
O pão e o vinho se transformam realmente no corpo e sangue de Cristo(transubstanciação)? Não.Em nenhum momento nas Escrituras vamos encontrar tal afirmação.É certo que Cristo disse: isso É o meu corpo,e isso É o meu sangue.Mas ele disse também:Eu SOU a porta,vós SOIS sal e luz,etc.Os elementos em si não mudam de natureza.O sacramento não é totalmente eficaz por si mesmo.É a fé no coração do fiel que determinará o que ele recebeu no momento da Comunhão.Ao recebê-los com fé,recebemos o real corpo e real sangue de Cristo.Já os falsos,acumulam para si condenação sobre condenação ao receberem esses elementos.De modo algum um ímpio(ou até mesmo um animal,como disse certo religioso católico romano)recebe o corpo de Cristo na Eucaristia.
Então,qual a real natureza da presença de Cristo na Ceia? Ela é espiritual(ou pneumática).Não é apenas simbólica,como afirmava Zwinglio.Na Ceia,Cristo(que sempre está conosco),faz-se presente de uma forma extraordinário,comungando bençãos espirituais aos fiéis,A presença de Cristo na Eucaristia É real.Fosse apenas simbólica,não seria tratada com tanta importância por Jesus(que a instituiu e explicou seu significado) e pelo apóstolo Paulo(que reforçou as palavras de Jesus).A doutrina da presença real é algo que a igreja cristã sempre afirmou,desde seu início,há dois mil anos.
O pão concede saúde física à quem o recebe,portanto devemos convidar até os ímpios para participar dele? Não,não e não! Essa estupidez inventada pela Igreja Universal do Reino de Deus não tem base bíblica alguma.Somente os fiéis são convidados a participar da Santa Ceia pelo Senhor.O respeito que os cristãos antigos tinham com ela era tanto,que a celebravam à portas fechadas.Nem os catecúmenos podiam assistí-la(muito menos participar!).No entanto,admito a possibilidade de um crente ser curado de enfermidades ao receber a Santa Ceia,se o Senhor assim o quizer.
Como receber a Jesus na Eucaristia?
Com auto-análise: Devemos pensar no que estamos fazendo como cristãos,no que estamos deixando de fazer,quão firme está nossa fé.
Com reflexão: Devemos meditar no significado da morte e ressurreição de Cristo
Com contemplação:Devemos contemplar em nossa mente o sacrificio de Cristo(caso tua igreja possua imagens de Cristo crucificado,ou mesmo a cruz vazia,olhe para elas).Conforme diz a liturgia,eleve teu coração! Faça orações mentais agradecendo a Deus por seu amor,lembrando a morte de Cristo,louvando a ele.Uma que eu costumo fazer é a "Ave verum corpus",que data da Idade Média:

"Salve, ó verdadeiro corpo nascido da Virgem Maria
Que verdadeiramente padeceu e foi imolado na cruz pelo homem
De seu lado transpassado fluiu água e sangue
Sê para nós remédio na hora tremenda da morte
Ó doce Jesus, ó bom Jesus, ó Jesus filho de Maria."

Você´pode obviamente orar com suas próprias palavras.
Devemos participar regularmente.Somos pecadores indignos,mas o sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado.Não temamos receber a Santa Ceia.Se para tomá-la fosse preciso estar totalmente puro,nem o mais santo entre os homens poderia fazê-lo.Muitas igrejas  atormentam os fiéis com ameaças no que diz respeito ao "participar indignamente".Tal entendimento é baseado no obscurantismo,no uso de textos fora do contexto.Enquanto estivermos neste corpo,seremos pecadores.Nunca estaremos totalmente limpos.No entanto,devemos ser sinceros no arrependimento continuo que é a vida cristã.
Para concluir,uma reflexão minha, de caráter devocional,resumindo meu pensamento:

"A Ceia do Senhor é um sacramento,um símbolo vísível de uma graça invisível.A presença de Cristo nela não é apenas simbólica,como apregoam alguns irmãos,mas espiritual(ou pneumática)Neste sacramento,Jesus Cristo faz-se presente em espírito de uma maneira especial,e entra de modo extraordinário em comunhão com o crente e a Igreja.Cristo está sempre conosco,estejamos nós reunidos ou sós,mas atravéz da Santa Ceia isso é feito de modo maravilhoso.Há uma misteriosa presença espiritual do Senhor,que comunga bençãos espirituais para conosco.A Eucaristia é,como diz a Sagrada Escritura,o símbolo da morte do Senhor,para remissão dos nossos pecados e,também,símbolo de esperança,visto que Jesus disse que a celebraríamos até o seu retorno.Logo,comungando,demonstramos que cremos na gloriosa vinda de Cristo.
A Sagrada Eucaristia não é um novo sacrifício ou uma renovação do sacrifício de Cristo no sentido literal da palavra,mas sim um símbolo do sacrificio.Os crentes simbolicamente recebem aquilo que foi nos dado na cruz.Por isso,devem receber o sacramento com todo o fervor e devoção,meditando na paixão do seu Senhor.Tal sacramento deveria ser celebrado uma vez por semana,como ocorria na igreja antiga.Na Santa Ceia,assim como no batismo,na Palavra e na oração,Jesus doa-se graciosamente a nós."

Nenhum comentário:

Postar um comentário